Atividade gripal com intensidade baixa e a descer nas regiões Norte e Centro

A época gripal em Portugal está a registar uma intensidade baixa a moderada, anunciou esta quinta-feira, a Diretora-Geral da Saúde (DGS). Em conferência de imprensa conjunta com a ACSS, INSA e INEM, Graça Freitas admitiu que o pico da gripe poderá já ter sido atingido, havendo uma atividade gripal em fase descendente, mas que apresenta diferenças regionais.

O Alentejo não registou atividade epidémica e o Algarve está a agora a entrar em fase epidémica. Nas regiões Norte e Centro a atividade gripal está já a descer. Em Lisboa e Vale do Tejo, a gripe encontra-se “num planalto”, ainda sem descida.

Durante a conferência de imprensa, Ricardo Mestre, vogal do conselho diretivo da ACSS, entidade responsável pela monitorização da utilização e do acesso aos estabelecimentos do SNS, nomeadamente nos cuidados de saúde primários e hospitalares, apresentou os dados sobre as camas adicionais de internamento abertas nos hospitais ao abrigo dos planos de contingência, destacando que “neste momento, em termos nacionais, de um total de cerca de 1.500 camas previstas nos planos de contingência das unidades hospitalares do SNS, 775 encontravam-se ativadas, correspondendo a 51,8%. Ao nível dos cuidados de saúde primários, 114 centros de saúde estão a funcionar com horário alargado em todo o país”.

Published on 10/1/2020

imagem do post do Atividade gripal com intensidade baixa e a descer nas regiões Norte e Centro